As mulheres chinesas que cortam seus cabelos uma única vez na vida

A tribo Yao acredita que longas madeixas são sagradas e que atraem prosperidade e sorte

As mulheres da vila de Huang Luo na região de Guangxi são famosas por seus longos cabelos. As madeixas brilhantes que nunca ficam grisalhas fizeram do local um destino turístico na China, conhecido como “Vila dos Cabelos Longos”. A maioria das mulheres dessa região deixam seus fios crescerem mais de 1,5m, e essa tradição já apareceu no Livro dos Recordes.

Os longos cabelos das mulheres Yao atraem muitos turistas para a região
Os longos cabelos das mulheres Yao atraem muitos turistas para a região

De acordo com uma lenda milenar da tribo Yao, uma menina chicoteou um pretendente indesejado com o seu longo cabelo. Desde então, as mulheres dessa região cortam suas mechas quando completam 18 anos em uma cerimônia pública. Depois que os cabelos atingem comprimentos exuberantes novamente, as mulheres os arrumam em penteados elaborados.

O povo de Huang Luo acredita que os cabelos longos são sagrados e que atraem prosperidade, longevidade e sorte. Os penteados também representam estados civis: mulheres solteiras costumam prender as madeixas em um lenço, enquanto as casadas preferem arrumá-las em um coque na frente da cabeça. As que se tornam mães utilizam as mechas cortadas na cerimônia de 18 anos para um penteado mais elaborado.

Mulheres Yao fazem penteados de acordo com seu estado civil
Mulheres Yao fazem penteados de acordo com seu estado civil

O cuidado com os fios tem um segredo: a água do arroz. As mulheres preparam uma espécie de shampoo com uma infusão de água de arroz e outros ingredientes orgânicos. Costumam lavar as mechas com esse preparado duas vezes por semana. A mistura contém 8 aminoácidos e vitaminas B, C e E, que fortalece os fios e ajuda no crescimento. As Yao afirmam que essa rotina de cuidados deixa os cabelos sedosos e bem pigmentados, mesmo quando a mulher é idosa.

Mesmo as mulheres Yao mais velhas possuem os cabelos sedosos e bem pretos
Mesmo as mulheres Yao mais velhas possuem os cabelos sedosos e bem pretos

Até a década de 1980, a tradição advertia que um homem que visse uma Yao solteira de cabelo solto precisaria servir a família dela por 3 anos. Com o aumento do fluxo turístico na região, visitantes e residentes não se preocupam mais com isso. A vila possui um teatro onde as moradoras vestem trajes tradicionais, cantam e dançam, e demonstram como lavam e penteiam seus fios. A modernização cultural trouxe novas perspectivas para as mulheres Yao. As jovens que escolhem deixar a vila para trabalhar nas grandes cidades podem optar por cortar suas mechas. Apesar da rica tradição, elas reconhecem que seus cabelos não as define.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Veja também

Pinturas

A pintura chinesa tem como característica marcante seus traços expressivos e o jogo entre claro e escuro.

Festival de Inverno de Harbin

Começou neste sábado (5), o maior festival de inverno do Hemisfério Norte, na cidade de Harbin (China). O evento, que teve sua origem na década