Como funciona o calendário chinês?

Como funciona o calendário chinês?

O formato adotado há cerca de 3 mil anos se baseia nas fases da lua e do sol

O calendário lunisolar é o formato adotado pelos chineses para marcar celebrações e datas importantes, como o Ano Novo Chinês. Ele se baseia nos movimentos da lua e do sol, ao contrário do tipo gregoriano promulgado pelo Papa Gregório XIII em 1582 para facilitar o relacionamento entre as nações. O calendário lunisolar é um dos mais antigos registros cronológicos da história.

Sua origem remonta ao ano de 2697 a.C., quando foi introduzido o calendário de ciclos de doze anos governados por animais distintos: rato, touro, tigre, lebre, dragão, cobra, cavalo, ovelha, macaco, galo, cão e porco. Cada ano possui doze meses correspondentes a lunações de de 29 ou 30 dias que totalizam 354 dias. Um mês é acrescentado aproximadamente a cada três anos para sincronizar com o ciclo solar de 365,25 dias.

De acordo com os chineses, ciclo de doze anos é regido por um animal diferente
De acordo com os chineses, ciclo de doze anos é regido por um animal diferente

No dia 25 de janeiro de 2020 chegaremos ao 4718º ano do calendário chinês, que será regido pelo rato. É quando a lua nova está mais próxima do dia em que o sol passará pelo décimo quinto grau de Aquário (de acordo com as constelações conhecidas no Ocidente). A partir do dia 10 deste mês as famílias começam a se preparar para receber o novo ano: limpam suas casas, capricham nos cuidados pessoais, homenageiam os mais velhos, visitam parentes e amigos e confeccionam suas lanternas de papel para a grande noite da virada!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Veja também

Vestimentas

As vestimentas tradicionais da China variaram ao longo dos diferentes períodos históricos e contextos sociais. Diferente da cultura do ocidente, os chineses não adotaram o estilo contemporâneo imediatamente.