Festival Qixi: o Dia dos Namorados chinês

Os chineses apaixonados celebram o amor em agosto

Publicada em 07/08/19 – Atualizada em 24/08/20

 

Você sabia que a China tem seu próprio Dia dos Namorados? O romântico Festival Qixi é comemorado sempre na sétima noite do sétimo mês do calendário lunar chinês, e por isso também é conhecido como Seventh Evening Festival (Festival da Sétima Noite) ou Night of Sevens (Noite dos Sete). Mesmo com o viés comercial, a celebração mantém sua tradição sentimental.

Festival Qixi: o Dia dos Namorados chinês
Cerimônias religiosas para oficializar casamentos são comuns nesta data, na China.

O Qixi é celebrado desde a Dinastia Han. Sua origem está em uma lenda chinesa sobre o romance entre a tecelã Zhinü e o pastor Niulang. O amor dos dois era proibido e ambos foram banidos para as margens opostas de um rio. Mas na sétima noite do sétimo mês de cada ano lunar, pássaros alinhavam suas asas e formavam uma ponte para que o casal pudesse se encontrar mais uma vez.

O encontro de Zhinü e Niulang sobre a ponte de pássaros. Arte exposta no Palácio de Verão em Beijing.
O encontro de Zhinü e Niulang sobre a ponte de pássaros. Arte exposta no Palácio de Verão em Beijing

Uma das tradições que fazem parte do Festival Qixi diz que as meninas devem colocar uma agulha sobre a superfície da água esperando que ela flutue, o que significa que serão boas esposas. Trabalhos manuais envolvendo bordados também são incentivados nas famílias mais conservadoras. Outro costume é procurar no céu as estrelas Vega e Altair, separadas pela Via Láctea. Elas simbolizam a tecelã, o pastor e o rio que os separa, respectivamente.

Chá e frutas são vistos na cerimônia de adoração às estrelas de Altair e Vega

Além das tradições que envolvem costuras e bordados, as pessoas também fazem uma especialidade chamada “fruta da habilidade” – uma espécie de massa fina e frita, confeccionada em diferentes formatos – para mostrar seus dotes culinários. Por fim, os biscoitos recheados com frutas especiais eram amarrados por um barbante vermelho e oferecidos aos amados.

As “frutas da habilidade” (“skill fruits”, em tradução literal)

Conheça outros festivais chineses tradicionais!

Atualmente, as celebrações do Qixi ganharam ares mais modernos. Os apaixonados aproveitam a data para trocar chocolates e presentes, além de se casarem ou mesmo renovarem seus votos. O Festival já foi tema de doodles do Google por alguns anos. No de 2013, havia um joguinho no qual era preciso construir a ponte de pássaros para ajudar o casal da lenda a se encontrar. Ainda é possível acessá-lo aqui.

Marcas de luxo famosas mundialmente descobriram uma lucrativa oportunidade de marketing nesta tradição em 2020, reflexo do aumento das compras online por causa da pandemia. Além do investimento massivo em propaganda nas plataformas sociais e no comércio eletrônico, as grifes também estão aliando sua imagem às celebridades para aproveitar o momento de recuperação comercial e financeira do país.

Campanha especial da grife Prada para o Qixi Festival 2020, focada no público chinês

Devido à influência ocidental na cultura chinesa, os mais jovens vêm adotando o Valentine’s Day comemorado mundialmente em fevereiro. Mesmo assim, a Noite dos Sete e a lenda do casal Zhinü e Niulang continua sendo uma tradição cultural passada de geração para geração. Portanto, na noite do Qixi deste ano preste atenção no céu: uma eventual chuva pode representar as lágrimas de felicidade da tecelã por reencontrar seu amado.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Veja também

Pinturas

A pintura chinesa tem como característica marcante seus traços expressivos e o jogo entre claro e escuro.