Um tour pelos museus mais conhecidos da China

A China é um dos países com o maior número de museus por habitante. Entenda porque você deve conhecer cada um deles.

Neste sábado (18) comemoramos o Dia Internacional dos Museus. A data instituída pelo Comitê Internacional de Museus (ICOM) tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade para a importância e o papel social dos museus.

Os museus preservam a história e a cultura da humanidade. São como guardiães dos objetos históricos e da memória dos povos e de sua identidade. É através destes acervos que podemos conhecer e revisitar a diversidade cultural de muitos lugares do mundo.

Shaanxi History Museum

Nossa sociedade está em constantes transformações e os museus funcionam como plataformas culturais de coleção, conservação, comunicação, investigação e exposição do patrimônio cultural.

Segundo a Embaixada da República da China no Brasil, a China tem 3.589 museus em todo seu território. Para se ter uma ideia, somente em 2011, o país construiu 390 novos museus. Muitos possuem um propósito multifuncional e misturam história, etnografia, política, arte e entretenimento. Museus dedicados exclusivamente à arte é um conceito ocidental.

Cena de sacrifico cerimonial, Yunnan, 1955-60. Museu Nacional da China

Os mais famosos são: A Cidade Proibida (Imperial Palace Museum), Terracotta Army Museum, Museu Nacional de Shanghai, Museu de História de Shaanxi, Museu Nacional de Beijing, Museu de História de Hong Kong, Potala Palace — The Ancient Palace of a Large Rival Empire, Museu de Sanxingdui, Museu de Macau e o Museu de Ciência de Hong Kong.

A organização norte-americana Themed Entertainment Association (TEA) divulgou uma lista que aponta o Museu Nacional da China como o mais visitado do mundo. O museu tem um vasto acervo sobre a cultura chinesa, em especial, a história das antigas dinastias. São mais de um milhão de itens que inclui peças raras, objetos de bronze e porcelana, artefatos de jade e ilustrações milenares.

Museu dos Guerreiros de Terracota

O  Museu dos Guerreiros de Terracota, localizado na cidade de Xian é um espetáculo à parte. Uma das mais importantes descobertas arqueológicas do século XX, o museu é uma pequena parte do imenso mausoléu do primeiro imperador da Dinastia Qin (秦朝). É uma das maiores e mais famosas atrações da China.

Museu dos Guerreiros de Terracota

A Cidade Proibida foi construída em 1420, durante a Dinastia Ming. É o palácio imperial mais bem preservado da China e a maior estrutura palaciana do mundo. Essa relíquia da história é um dos cinco lugares mais importantes do mundo. Sua estrutura revela o que há de mais tradicional da arquitetura chinesa. Algumas curiosidades: a cidade foi construída por mais 1 milhão de trabalhadores; a cidade levou 14 anos para ficar pronta; a cidade foi o Palácio Imperial da China por 492 anos; foi tombado patrimônio histórico da humanidade pela UNESCO em 1987.

Museu do Palácio Imperial

O Museu de Shanghai é famoso por sua vasta coleção de objetos raros da cultura chinesa. Seu acervo tem mais de 120 mil objetos históricos classificados em doze categorias: bronze chinês, cerâmica, pinturas, móveis, caligrafia, selos, jades, moedas antigas e esculturas.

Museu de Shanghai

Saiba mais sobre a cultura da China e siga o Ibrachina nas redes sociais.

 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Veja também

Opera Chinesa

A Ópera Chinesa é um patrimônio cultural da China. Mistura de diversos elementos da arte dramática, a ópera é a expressão da cultura do país.