8 de maio de 2019

Câmara de SP lança Frente Parlamentar Brasil, China, Coreia e Japão

Aconteceu nesta terça-feira (08) o lançamento da Frente Parlamentar Brasil, China, Coreia e Japão, no Salão Nobre da Câmara Municipal. O objetivo da iniciativa é promover a cooperação entre os países do bloco, a diversidade cultural e política e a relação com o poder público da cidade de São Paulo.

O Instituto Sociocultural Brasil/China – Ibrachina apoia a Frente Parlamentar. Fomentar parcerias estratégicas ou cooperações com o setor privado, a sociedade civil e organizações comunitárias também faz parte de seus objetivos.

A Frente Parlamentar é constituída pelos vereadores Caio Miranda (PSB), Ota (PSB), George Hato (MDB), Janaína Lima (NOVO), Mario Covas Neto (Podemos), Dr. Milton Ferreira (Podemos) e tem Soninha Francine (Cidadania 23) como presidente. Também participaram do evento Amaury Silva (vereador suplente da CMSP) e o deputado estadual Adalberto Freitas (PSL).  “Criar um calendário é importante para organizar nossas atividades e garantir que nossas intenções na criação desta Frente, realmente se materialize em compromissos”, afirmou Soninha.

Compareceram ao evento Kieng-Rang Kang, cônsul de assuntos consulares da Coreia do Sul em São Paulo, Akira Kusunaki, cônsul-geral adjunto do Japão, e Sun Renan, vice-cônsul da China. Também estiveram presentes representantes das comunidades asiáticas, imigrantes e descendentes, como: Thomas Law, presidente do Instituto Sociocultural Brasil China – Ibrachina; Ken, embaixador municipal Brasil China de Sorocaba; Lucia Zhao, da Associação de Intercâmbio de Beijing; Heida Li, presidente da Associação Amizade Brasil China; Rebeca Lin, vice-presidente da Associação Chinesa do Brasil e diretora do Grupo Artístico Tangyun do Brasil; José Ricardo dos Santos Luz Junior, CEO do LIDE China; Marcelo Choi, presidente da Associação Brasileira dos Coreanos; Walter Ihoshi, presidente da Junta Comercial do Estado de São Paulo e ex-deputado federal, Victor Kobayashi, presidente do Instituto Paulo Kobayashi, e Daniel Takaki, diretor do Jornal Nippak.

A cidade de São Paulo tem o maior número de chineses fora da China, mais de 400 mil japoneses e 50 mil coreanos. “O Brasil permite a integração entre os povos. Temos o prazer do convívio harmônico neste território”, ressaltou o vereador Mario Covas Neto.

O cônsul da Coreia do Sul, Kyeng-Rang Kang, citou os 65 anos da imigração coreana no Brasil e afirmou: “Acredito que unir o poder público e o setor privado possa fortalecer e criar a sinergia necessária para atender aos cidadãos desta cidade. Estou ansioso para ver tudo que podemos fazer juntos”.

Akira Kusunoki, cônsul-geral adjunto do Japão, agradeceu aos vereadores descendentes de japoneses. Lembrou a longa amizade entre Brasil e Japão. Destacou aqueles que trabalham para manter a memória de sua cultura. “Esta metrópole, formada por uma grande diversidade, recebeu os imigrantes de braços abertos ao longo de sua história. Aqui, os descendentes de imigrantes fincaram suas raízes e contribuíram para o desenvolvimento da cidade”, disse.

Sun Renan, cônsul-geral adjunto da China, destacou a China como maior parceira comercial do Brasil e a história dos 45 anos de relações diplomáticas entre os países. “Vamos organizar uma série de atividades culturais para comemorar essa ligação importante. Apesar da distância geográfica, temos muito ainda a estreitar para o mútuo benefício. São Paulo é a maior cidade e se torna pioneira ao tomar uma iniciativa como esta, para estabelecermos um aprofundamento ainda maior dos nossos laços de amizade”, enfatizou.

O evento encerrou com apresentações artísticas representando cada comunidade. Participaram o Instituto de Dança Tradicional Coreana, a Associação Taboão da Serra de Kung Fu Garra de Águia Lily Lau, a dançarina Suzana Goto e a Escola de Samba Unidos de Vila Maria.

 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Notícias relacionadas

Observatório do Coronavírus #120

SP começou hoje a flexibilização da quarentena em várias cidades do estado; Prefeitura do Rio de Janeiro decreta medida a partir de amanhã