13 maio 2021

Jiang Pu: a chef que torna fácil aos brasileiros a culinária chinesa

Thomas Law e a chef Jiang Pu

A chef Jiang Pu é conhecida do público brasileiro há tempos, e em tempos de distanciamento social, é no Instagram (@pu.jiang1) que ela interage com todos, mostrando a rotina – principalmente culinária e gastronômica – que mantém em casa. A chef é mãe de Cecília e Melona, que aparecem por ali em stories e posts, e sempre muito bem alimentadas.

 

Jiang chegou ao Brasil há 18 anos, pois os país haviam migrado para cá. Natural da Região Autônoma de Guanxi, perto da fronteira com o Vietnã, ela cresceu com muita comida apimentada ou em conservas, especialmente legumes. Segundo ela, o gosto mais picante e até azedinho é importante para abrir o apetite, em uma região onde no verão é normal a temperatura chegar a 41ºC. Aqui no Brasil, busca trazer receitas fáceis para o público.

 

– A comida chinesa não se resume a Yakisoba. Muito do que conhecemos aqui vêm dos Estados Unidos. O frango xadrez é outro exemplo. Mas a China é imensa, e cada região tem o seu sabor, sua influência cultural e gastronômica – disse a chef em entrevista ao IbraChina.

 

Segundo ela, na região de origem, é normal comer mamão e manga verdes em forma de conserva, num outro jeito de provar ingredientes comuns aos brasileiros. Seu objetivo, no entanto, é sempre buscar o que é fácil para o paladar local ou de se achar nos mercados locais.

 

– Não dá para ficar criando mistério. Posto coisas no Instagram para que as pessoas entendam. Quanto aos ingredientes, sempre indico adaptações. Broto de bambu é difícil de se achar, o palmito é a opção que indico já de início – conta.

 

Se em alguns momentos os ingredientes podem ser adaptados ou até são os mesmos, preparados de forma diferente, é claro que na China há condimentos e preparos muito diferentes dos nossos. É com o ovo, preparado em conserva e conhecido como ovo de mil anos, que ela indica um prato de entrada para as refeições principais: tofu com ovo de mil anos. Segundo ela, mesmo que a aparência possa ser estranha para alguns, já que o ovo fica preto, o sabor é delicioso.

 

– Comparo o ovo de mil anos ao queijo gorgonzola, é um ingrediente que tem de ser harmonizado. É um ótimo aperitivo de entrada, versátil.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Notícias relacionadas