5 de fevereiro de 2020

Nota de repúdio do Ibrachina à comunicado sinofóbico é destaque na Folha de S. Paulo

Folheto foi afixado nos elevadores de um edifício comercial na zona sul da capital paulista

A Folha de S. Paulo publicou nesta quarta-feira (5) uma matéria falando sobre um comunicado emitido por um edifício na Zona Sul da capital que exigia que chineses usassem apenas elevador de serviço. O folheto trazia outras condições, como o uso obrigatório de máscaras cirúrgicas e do álcool gel antes da entrada no local. No Edifício Berrini 500 funciona um dos escritórios da loja japonesa Miniso. A empresa exigiu a retirada dos comunicados de todos os elevadores do edifício e declarou que não consente com qualquer tipo de discriminação ou preconceito. A comunidade chinesa de São Paulo reagiu, entre elas o Ibrachina, que emitiu nota de repúdio contra a sinofobia.

 

Leia a matéria completa aqui!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Notícias relacionadas

Observatório do Coronavírus #193

SP afirma que disponibilizará 15 milhões de doses da Coronavac no SUS até o fim de 2020. Estudo confirma eficácia da vacina contra o coronavírus.