1 de junho de 2020

Observatório do Coronavírus #120

SP começou hoje a flexibilização da quarentena em várias cidades do estado; Prefeitura do Rio de Janeiro decreta medida a partir de amanhã

Foto de capa: João Alvarez/Estadão Conteúdo

As novas regras da quarentena na capital paulista entraram em vigor nesta segunda-feira (01/06). Pelo decreto publicado no Diário Oficial do município, a medida foi prorrogada até 15 de junho. Com isso, permanece proibido o atendimento ao público em todos os estabelecimentos de atividades consideradas não essenciais.

Entretanto, a Prefeitura de São Paulo começou hoje a receber os protocolos dos setores que serão autorizados a retomar os serviços ainda neste mês. Só depois de análise técnica da Vigilância Sanitária é que os protocolos deverão ser oficializados e as atividades poderão ser retomadas. As datas não foram definidas.

No plano de reabertura econômica anunciado por João Doria na semana passada, a capital paulista foi colocada em fase de controle (laranja), ou seja, com possibilidade de liberações de alguns setores: shoppings, comércio, escritórios, atividades imobiliárias e concessionárias.

Foto: Agência Brasil

A cidade do Rio vai flexibilizar medidas de isolamento social a partir desta terça-feira (2). O anúncio foi feito pelo prefeito Marcelo Crivella. Segundo ele, será uma reabertura “lenta, gradual e com segurança” das medidas contra o coronavírus. A reabertura será dividida em seis fases, com previsão de duração de 15 dias cada, e a primeira delas começa já na terça-feira.

Todas as fases serão acompanhadas por um Comitê Permanente de Gestão e Execução do Plano de Retorno, segundo a prefeitura. Crivella afirmou que o monitoramento será diário.

O prefeito informou ainda que a conclusão de todas as fases será em agosto se tudo correr dentro do previsto. Ele ressaltou que isso vai acontecer se não houver um aumento de casos que a capacidade de leitos da cidade não possa absorver. As aulas poderão ser retomadas em julho.

Uma vacina chinesa para o novo coronavírus pode estar disponível até o final deste ano. A novidade foi revelada em um relatório divulgado na conta oficial da Comissão de Administração e Supervisão de Ativos da China, publicada na rede social WeChat.

O antídoto foi desenvolvido pelo Instituto de Produtos Biológicos de Pequim e pelo Grupo Nacional Biotec, uma empresa estatal do ramo de vacinas. Atualmente, foi concluída a fase dois (de três) dos testes e a união das duas empresas indica que o antídoto pode estar pronto para distribuição no final de 2020 ou início de 2021.

Os organizadores da Maratona de Boston, nos EUA, cancelaram a prova deste ano, que já havia sido transferida de 20 de abril para 14 de setembro.  A decisão foi tomada após prefeito da capital de Massachusetts, Mary Walsh, admitir a inviabilidade do evento por razões de saúde pública. Desde a primeira edição, em 1897, a Maratona de Boston nunca havia deixado de ser realizada.

Em nota oficial, publicada no site da Associação Atlética de Boston (BAA, sigla em inglês) anunciou que não só ressarcirá a taxa de inscrição, como realizará uma alternativa virtual voltada aos participantes. Anualmente, a Maratona de Boston reúne cerca de 30 mil corredores.

Foto: Gonzalo Fuentes/Reuters

A Comissão Europeia apresenta nesta semana suas recomendações para uma reabertura “gradual” e “sem discriminação” das fronteiras internas da União Europeia e para o turismo com segurança, uma iniciativa que visa a salvar a lucrativa estação do verão.

A primeira fase do plano seria a atual, marcada pelo fechamento das fronteiras para viagens “não essenciais”. Na segunda, a comissão propõe levantar restrições entre países e regiões com uma situação de saúde semelhante e melhorando. A fase final levaria ao levantamento de todos os controles de fronteira no espaço europeu de livre circulação de Schengen, para o qual Bruxelas pede aos países que levem em conta critérios sociais e econômicos, bem como sanitários.

ACOMPANHE O STATUS DO CORONAVÍRUS EM TEMPO REAL

O gráfico oficial mais recente divulgado pelo Ministério da Saúde mostra que o número casos acumulados de pessoas infectadas pelo coronavírus no Brasil ultrapassa 16 mil em apenas 24 horas, em comparação com a avaliação feita no dia anterior. No site é possível ver também o número de óbitos e de pessoas recuperadas da COVID-19.
O panorama geral feito pela Universidade John Hopkins, dos EUA, mostra que foram identificados mais de 108 mil novos casos de infectados pelo coronavírus no mundo em apenas 24 horas. EUA lideram o ranking de confirmados, seguido pelo Brasil, que ultrapassou a marca de meio milhão de casos. Em relação ao número de óbitos, o Brasil ocupa agora a 4ª colocação.

FAKE NEWS

Diariamente o Observatório do Coronavírus publica esclarecimentos sobre as mais recentes fake news divulgadas nas redes sociais e aplicativos de mensagens. Confira:

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Notícias relacionadas