5 de outubro de 2020

Observatório do Coronavírus #229

Escolas particulares de Niterói/RJ são autorizadas a reabrir; Na capital paulista, previsão de volta às aulas é 3 de novembro.

Foto de capa: Xinhua/Chen Zhonghao

A escolas particulares da cidade de Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, estão autorizadas a reabrir a partir desta segunda-feira (5). O retorno será gradativo e terá início apenas com as turmas de ensino médio. O retorno foi possível depois que a Prefeitura de Niterói assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) e a Defensoria Pública Estadual. No dia 22 de setembro, uma liminar chegou a suspender o retorno às aulas.

Na cidade de São Paulo, a Secretaria Municipal da Educação disse que a data prevista para a autorização de retorno das aulas presenciais será dia 3 de novembro. Com a liberação da área da saúde, só após a autorização, a gestão deverá definir a data do retorno das atividades no município. A partir desta quarta-feira (7), as escolas poderão reabrir para atividades extracurriculares, conforme anunciado pelo prefeito Bruno Covas no final de setembro. Bruno Caetano, secretário municipal de Educação, afirma que a secretaria ainda não tem o número oficial de escolas municipais que devem reabrir a partir desta quarta, mas a expectativa da pasta é a de que a adesão, inicialmente, seja baixa.

Foto: Li Hao/GT

A China suspendeu os pedidos de importação de uma empresa brasileira de pescados, após ter sido identificado o novo coronavírus em um pacote de peixe congelado da companhia, segundo a agência de notícias Reuters. De acordo com a agência de notícias, a alfândega chinesa havia informado anteriormente que suspenderia as importações de empresas por uma semana, caso seus produtos testassem positivo pela primeira ou segunda vez para o vírus.

Foto: Xinhua

As autoridades de saúde do Reino Unido anunciaram que quase 16 mil casos de coronavírus na Inglaterra não foram relatados no espaço de uma semana devido a um erro de TI, o que significa que milhares de pessoas não foram instruídas a se isolar após entrarem em contato com indivíduos infectados.

O erro foi supostamente causado pela planilha do Excel usada para compilar a data que atingiu seu limite de dados, informou o Daily Mail. A admissão extraordinária significa que novos casos diários eram significativamente mais elevados do que inicialmente pareciam ser, o que significa que a propagação da infecção em toda a Inglaterra parece ser significativamente maior do que foi inicialmente relatado.

A porta-voz da Casa Branca, Kayleigh McEnany, disse nesta segunda-feira (5) que também está com Covid-19. O diagnóstico segue o do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que anunciou na sexta-feira ter se infectado com a doença, e de dez pessoas ligadas a ele. Segundo a porta-voz, nenhum repórter, produtor, ou membro da imprensa está entre seus contatos próximos que poderiam estar infectados. Ela é responsável por conduzir entrevistas coletivas na sede do governo norte-americano e na quinta-feira (1º) esteve na sala de imprensa da Casa Branca.

ACOMPANHE O STATUS DO CORONAVÍRUS EM TEMPO REAL

O gráfico oficial mais recente divulgado pelo Ministério da Saúde mostra que o número casos acumulados de pessoas infectadas pelo coronavírus no Brasil chega aos 8 mil em apenas 24 horas, em comparação com a avaliação feita no dia anterior. No site é possível ver também o número de óbitos e de pessoas recuperadas da COVID-19.
O panorama geral feito pela Universidade John Hopkins, dos EUA, mostra que foram identificados mais de 267 mil novos casos de infectados pelo coronavírus no mundo em apenas 24 horas. EUA lideram os rankings de confirmados, seguido pelo Brasil, com mais de 3,5 milhões de casos. Em relação ao número de óbitos, o Brasil ocupa atualmente o 2º lugar no ranking mundial, com quase 113 mil óbitos.

FAKE NEWS

Diariamente, o Observatório do Coronavírus publica esclarecimentos sobre as mais recentes fake news divulgadas nas redes sociais e aplicativos de mensagens. Confira:

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Notícias relacionadas