14 jul 2021

Observatório do Coronavírus #338

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recomenda a manutenção do intervalo de 12 semanas entre a aplicação da primeira e da segunda doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19. A nota foi divulgada depois de Estados e municípios anunciarem a antecipação da aplicação da segunda depois que estudo divulgado pela revista científica Nature indicar que a proteção completa é necessária contra a variante Delta, originária da Índia e já presente no Brasil.

Em São Paulo, o Secretário Estadual de Saúde Jean Gorinchteyn, afirmou nesta terça-feira que acredita na necessidade de vacinação anual contra a Covid-19 para que a população se mantenha imunizada, assim como acontece com o vírus da gripe H1N1. Segundo o secretário, o Sars-cov2, por se tratar de um vírus respiratório, continuará sendo endêmico na comunidade e para que os países não tenham o risco de novas pandemias é necessário o controle de vacinas.

O Brasil fechou nas últimas 24 horas média móvel de casos em queda, com o registro de 1.605 óbitos e 45.022 novos casos, dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Após esta atualização, o país passa a ter 535.838 mortes e 19.151.993 casos de infecções pelo coronavírus desde o início da pandemia.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Notícias relacionadas