Orquestra da Câmara do Conservatório Central da China

25 de setembro de 2019

Orquestra chinesa faz curta turnê por cidades brasileiras

Os concertos fazem parte da celebração dos 70 anos da fundação da República Popular da China

A Orquestra da Câmara do Conservatório Central da China desembarca no Brasil para concertos em algumas cidades brasileiras. Os concertos celebram os 70 anos da fundação da República Popular da China. No dia 24/9, a apresentação acontece às 20h no Teatro Unip de Brasília (SGAS, Quadra 913, Conjunto B). Já no dia 26/9, às 20h, os cariocas terão a oportunidade de assistir o espetáculo no Teatro Carlos Gomes (Praça Tiradentes, s/n° – Centro, Rio de Janeiro – RJ).  Ambas as apresentações têm entrada gratuita e os ingressos podem ser retirados no local com 1h de antecedência.

Sob a batuta da maestrina Chen Bing, o grupo de 20 músicos traz um repertório de músicas chinesas tradicionais e contemporâneas, mesclando o erudito, o folclórico e o popular. Além da exibição de seus pupilos, a Orquestra tem ainda a responsabilidade de divulgar a herança musical chinesa e seus novos compositores, como faz em Moonlight Over Oceans and Nations (MOON), programa apresentado em sua turnê brasileira.

Os jovens instrumentistas que integram a orquestra são vencedores de uma série de prêmios em concursos de música de todo a China, com alto padrão e acabamento primoroso. O Conservatório Central da China é o lugar para onde são enviados todos os talentos musicais descobertos tanto nas grandes cidades, quanto nas menores províncias e povoados do país. Dois de seus ex-alunos são hoje grandes astros internacionais do piano: Yuja Wang e Lang Lang.

Confira o programa:

Li Bochan
Abertura 
Comemorativa
Música tradicional
Uma Noite Enluarada no Rio da Primavera
Folclore menor
Zizhu
Wu Hua
A Noite Profunda
 (Qupai da Ópera de Pequim)
Wang Danhong
A Pradaria
Jiang Ying
Dunhuang
Folclore brasileiro
Lambada
Li Shangqian
Paisagem a mão livre
Qin Hongyu
Estilo Miao
Música tradicional
Marchando na Estrada Brilhante
– Arranjo de Li Shangqian
Sinopse das músicas
Abertura Comemorativa
Abertura Comemorativa exprime a alegria das pessoas no alvorecer de uma nova era. O tema do entusiasmo e júbilo canta a boa vida proporcionada às pessoas na nova era. A parte central da música é integrada à canção folclórica “Envio-lhe uma Rosa de Xinjiang” e em “Água Gotejante do Yunnan”, com bela melodia e música apaixonada que descreve a unidade e harmonia, a brilhante perspectiva de renovação de todos os grupos étnicos do povo chinês.

Uma Noite Enluarada no Rio da Primavera
Esta famosa música tradicional, surgiu em 1930, adaptada pelo Clube de Música Datong de Xangai e faz referência à música “Luar de Xunyang”, título falso do poema homônimo do poeta Zhang Ruoxu, da dinastia Tang. A música ressalta a rara beleza da vida através do eufemismo de melodia rústica, suave extensão do ritmo, que expressa o amor e louvor ao gosto estético da natureza da nação oriental.

Zizhu
Sua fonte pode ser rastreada até a primavera e outono do período dos Estados Guerreiros. Depois que os artistas das dinastias passadas a cantaram e modificaram, foram-lhe acrescentadas as características locais, sendo algumas das sílabas diferentes. Ela permanece uma bela canção folclórica do município de Jiangnan, apesar de suas palavras apresentarem todas um acentuado estilo Wu. Melodia de ondas refrescantes, otimismo emocional e cordial, alegre e brilhante, que traduz a característica do povo de Jiangnan.

A Noite Profunda
A Noite Profunda é composta por Andante, Allegro, Allegro e Presto. A melodia e a dança são alegres; o ritmo é conciso. A dor interior é, na verdade, desoladora. A parte solo de Jinghu reflete a personalidade de Yu Ji, com uma característica externa de suavidade. A música revela a tragédia trazida a Xiang Yu e Yu Ji pela dura guerra Han-Chu.

A Pradaria
A peça absorve o elemento musical da Mongólia, que é a paixão ardente. Retrata a liberdade de galopar na vasta pradaria onde as pessoas são livres para cantar o quanto amam suas vidas.

Dunhuang
Dunhuang é como uma pérola brilhante e deslumbrante na Rota da Seda, com sua conotação misteriosa e ampla — relíquias históricas ricas e requintadas. Ele traz a história da troca entre civilizações chinesas e ocidentais e espalha a antiga cultura. A música combina a melodia ocidental com a indiana através do uso de instrumentos especiais. Encarna o local único de encontro das quatro civilizações antigas — Dunhuang tem a cor plural e lendária. A música é dividida em duas partes em ritmo e expressão emocional; a primeira parte coloca o foco na desolação da antiga cidade de Dunhuang, a milhares de quilômetros de Gobi. A segunda expressa a prosperidade e vitalidade da Dunhuang atual.

Lambada
É o arranjo de uma canção folclórica brasileira dinâmica e vibrante. Encarna inteiramente a profunda relação entre chineses e brasileiros.

Paisagem a Mão Livre
O estilo de pintura de paisagem a mão livre retrata de maneira simples a montanha, rio, paisagem, pedra, árvores e casa. A paisagem a mão livre é pintada principalmente sobre um papel cru Xuan. Ele expressa diretamente o sentimento do pintor por um estilo de pintura, da mesma forma que esta obra musical teve o som e a paisagem combinados pelo compositor de maneira também simples.

Estilo Miao
Sua criação é inspirada no “tambor de madeira anti-row” e em Lu Sheng, da etnia Miao, na área de Qiandongnan, em Guizhou. Os tambores de madeira e danças de Miao são inseparáveis. Lu Sheng é também um dos importantes elementos musicais da dança nesta área, no acompanhamento de dança, especialmente na forma de blocos sonoros, tocando uma ampla variedade de tipos rítmicos.
Ainda hoje, as vidas de muitos Miao são acentuadamente “primitivas”, mais próximas da natureza, com sua dança e música eivada de temor dos deuses, de reverência pelos ancestrais e entusiasmo pela vida. Esta composição lança mão de muitos efeitos coloridos da música folclórica e busca apresentar uma imagem do mundo do povo Miao, transportando o ouvinte para a antiga área montanhosa de Qiandongnan. Expressa ainda a compreensão do mundo espiritual do povo Miao.

Marchando na Estrada Brilhant
A música é estruturada sobre material de Marchando na Estrada Brilhante de LIU Tianhua e da canção Minha Pátria. Ele utiliza o ritmo composto, harmonia e outras técnicas na elaboração do arranjo, e expressa seu amor pela Pátria, sempre em busca do brilho.

 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Notícias relacionadas

Observatório do Coronavírus #119

Prefeitura de São Paulo prorroga quarentena na capital paulista por mais 15 dias; Parques temáticos europeus começam a reabrir e Disney Flórida anuncia que receberá visitantes a partir de julho

Observatório do Coronavírus #118

Correios do Brasil e da China firmam acordo para viabilizar transporte marítimo de encomendas; Brasil torna-se o 5º país com mais óbitos em decorrência da COVID-19

Foto de capa: Rahel Patrasso/Xinhua

Observatório do Coronavírus #117

Brasil integra iniciativa da OMS para facilitar acesso à tecnologia no combate à COVID-19; SP registra recorde de infecções 24 horas após anunciar regras de flexibilização da quarentena