O presidente do Ibrachina, Thomas Law, entre os jurados da banca e as startups vencedoras

25 de setembro de 2019

Startups com projetos sustentáveis são destaque do 2º Ibrachina Challenge

Projetos de contenção de desastres ambientais e reaproveitamento de lixo para produção de combustíveis empatam em 1º lugar no concurso

A segunda edição do Ibrachina Challenge by Igloo Network aconteceu na noite da última terça, 24/9, e premiou três startups: a Biosolvit e a Bnpetro empataram no 1º lugar, enquanto o projeto da NoLeak garantiu o 2º. Representantes das três empresas embarcam para Lisboa com todas as despesas pagas para participar do Web Summit, a maior conferência de tecnologia e inovação da Europa. Cada startup recebe incubação, aceleração e curadoria pela Igloo Network, entre outros prêmios.

O presidente do Ibrachina, Thomas Law, entre os jurados da banca e as startups vencedoras
O presidente do Ibrachina, Thomas Law, entre os jurados da banca e as startups vencedoras

A Biosolvit apresentou um produto orgânico para absorção de derivados do petróleo. O composto de fibras vegetais pode ser utilizado em terra ou mar para conter problemas ambientais. A criação da empresa permite ainda o reaproveitamento do material absorvido.

Guilhermo de Queiroz e Wagner Martins, fundadores da Bisolvit, recebem o prêmio das mãos de Thomas Law
Guilhermo de Queiroz e Wagner Martins, fundadores da Bisolvit, recebem o prêmio das mãos de Thomas Law

A Bnpetro encontrou uma forma de transformar lixo em combustível de forma sustentável. O projeto é uma solução para os inúmeros aterros sanitários espalhados pelo país. Seu complexo industrial consome este material e obtém gasolina, bioquerosene e biodiesel.

Bnpetro empata com a Biosolvit no 1º lugar
Bnpetro empata com a Biosolvit no 1º lugar

A NoLeak trouxe um sistema de análise comportamental para aumentar a segurança cibernética. A tecnologia aprende os comportamentos exclusivos dos usuários on-line, distinguindo usuários autênticos de ameaças – humanas e não humanas.

Rafael Libardi, especialista em segurança da informação da NoLeak, recebe o prêmio de 2º lugar no Challenge
Rafael Libardi, especialista em segurança da informação da NoLeak, recebe o prêmio de 2º lugar no Challenge

Ao todo, 10 startups foram selecionadas para a fase de pitch. Cada uma teve 4 minutos para apresentar seus projetos para uma banca de jurados, que tiveram 6 minutos para perguntas. A banca foi composta por Daniel Takaki, do Grupo Nippak | Oisca IDT Cema | Apri; Antonio Rocca, da PWC; Edson Akiyama, da BASF; Rodrigo Sarti, investidor; Mariana Fonseca, da Revista Exame; André Figer, do Grupo Figer; Tânia Gomes, da ABStartup; Dra. Maria Eugênia Finkelstein, professora da Faculdade de Direito da PUC-SP; Janilson Bezerra, da TIM; Ana Kaline Ou Law, diretora administrativa e financeira do Ibrachina; e Thomas Law, presidente do Ibrachina.

O Ibrachina Challenge by Igloo Network promove a conexão entre empreendedores, investidores e grandes corporates. O objetivo é impulsionar, fomentar e apresentar novas tecnologias e serviços através de networking e aprendizado. Os vencedores poderão se conectar com as maiores empresas e startups do mundo, além de conhecer potenciais investidores. Na edição anterior, o Ibrachina Challenge levou as startups ganhadoras para participar do RISE Hong Kong. Conhecido como o maior evento de tecnologia e inovação da Ásia, o RISE proporciona conteúdo de alto nível para um público estimado de 18 mil pessoas. É organizado pela Web Summit, responsável pelo Collision de Toronto e também pelo seu homônimo em Lisboa.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Notícias relacionadas