Cavernas chinesas abrem um portal para o passado do país

Reality show chinês leva jovens exploradores para as Cavernas de Mogao para incentivar chineses a entenderem a história do país

Foto de capa: Arte rupestre budista. Um dançarino gira enquanto a orquestra toca.
Painel localizado na gruta 112 das Cavernas de Mogao – Foto: Domínio Público

As Cavernas de Mogao, localizadas na cidade de Dunhuang, província de Gansu, possuem uma aura mística. Compostas por centenas de grutas budistas, ficaram famosas pelos afrescos requintados pintados em suas paredes. O local foi listado como Patrimônio Mundial da UNESCO e abriga mais de um milênio de história, do século IV ao século XIV.

Da esquerda para a direita: “Mural de Guan Yin adorando Bodhisattvas e Mendicantes”, afresco localizado na caverna 57; “Bodhisattva conduzindo uma adoradora em direção às Terras Puras”, pintura em seda localizada na caverna-biblioteca; “Encontro de Manjusri e Vimalakirti”, pintura localizada na caverta 159 – Fotos: Domínio Público

A excentricidade das cavernas de Dunhuang atraíram mais de 13 milhões de turistas em 2019. Um destino popular não passaria longe da mídia chinesa. Em novembro de 2020, o local foi transformado em set de filmagem para um reality show de 10 episódios: “Glory Is Back”, da plataforma de streaming de mídia iQiyi, leva um grupo de  jovens exploradores para dentro das mágicas cavernas, onde podem ter contato com a rica cultura que emana dos afrescos e estátuas.

A produção tem como objetivo explicar as cavernas de maneira mais simples, abrangendo diferentes aspectos, como apsaras voadoras, sagas heróicas e os preciosos manuscritos históricos. “Dunhuang é um lugar mágico”, disse Li Wuwang, diretor do programa. “Depois de visitar, você ficará viciado e sempre vai querer voltar para lá”, complementa. Folclore, alimentação, esportes, entre outros aspectos, também são abordados no programa.

Cena do reality show “Glory Is Back” - Foto: China Daily/Reprodução

Ao longo de 10 meses de preparação, a equipe do programa estudou o local com afinco, a fim de obter as informações necessárias para conversar com especialistas da Academia Dunhuang, o instituto de administração e pesquisa das Cavernas de Mogao. “Os afrescos envelhecidos irão sumir um dia”, acrescenta Li. “Fizemos esse show para despertar a consciência das pessoas para a necessidade de sua proteção”.

Para proteger os afrescos da exposição à luz artificial, nenhuma câmera foi permitida nas cavernas. Felizmente, a digitalização dos afrescos ajudou muito a equipe do programa a obter as imagens. Persistência foi a palavra-chave para os membros da equipe, que trabalham para proteger as Cavernas de Mogao, conforme mostrado no programa. Entre os personagens mais interessantes está Li Yunhe, 87, que dedicou sua vida a restaurar os afrescos. O grupo de trabalhadores do qual faz parte passou décadas cultivando uma grama especial que retarda a erosão nas cavernas.

Cena do reality show “Glory Is Back” - Foto: China Daily/Reprodução

Tanto trabalho minucioso trouxe recompensas: a partir do programa, os espectadores começaram a entender como a história pode moldar o caráter de uma cidade e de seus habitantes. Um exemplo claro pode ser visto nas novas gerações de estudantes em Dunhuang, que praticam uma série de exercícios matinais com movimentos inspirados nos afrescos. 

“À medida que você se aprofunda, descobrirá algo moderno da beleza tradicional, até mesmo na estética de hoje”, afirmou o diretor. A aventura dos jovens exploradores pelas antigas Cavernas de Mogao em “Glory Is Back” sintetiza a cultura chinesa, que exalta e aprende com o seu passado para caminhar com segurança para um futuro brilhante para seus habitantes.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Veja também

Qigong

Qigong, Chi Kung ou Kikō são exercícios corporais da Medicina Tradicional Chinesa. Com a finalidade de estimular e promover a circulação de energia, a técnica promove o bem estar e o equilíbrio energético.