6 de abril de 2020

Ibrachina emite nota de repúdio sobre declarações do Ministro da Educação do Governo Brasileiro

Instituto se pronunciou em nome do Instituto sobre declaração sinofóbica realizada pelo Ministro Abraham Weintraub

O Ibrachina manifestou hoje uma nota de repúdio sobre as declarações sinofóbicas feitas recentemente pelo Ministro da Educação do Brasil, Abraham Weintraub. Leia a nota na integra:

NOTA DE REPÚDIO SOBRE DECLARAÇÕES DO MINISTRO DA EDUÇAÇÃO DO GOVERNO BRASILEIRO

O Ibrachina – Instituto Sociocultural Brasil China vem a público manifestar nota de repúdio às declarações sinofóbicas, xenofóbicas, racistas e difamatórias realizadas pelo Ministro da Educação do Brasil.

O preconceito é inadmissível. Manifestações deste tipo são injustas, covardes e causam grande sofrimento às pessoas. É um ataque à dignidade humana. Opor-se a tudo que causa sofrimento é uma obrigação de todos que acreditam no respeito como base para as boas relações entre as pessoas, os povos e os países.

“A má índole associada a falta de educação leva ao racismo, ao preconceito e até a marginalidade.” Esta fala do famoso geógrafo brasileiro Milton Santos sintetiza nosso pensamento.

Se, como propõe Santos, a falta de educação leva ao racismo, ao preconceito e a marginalidade, as atitudes do Ministro da Educação do Brasil evidenciam o legado que pretende deixar para as futuras gerações de nosso país.

Felizmente o Brasil tem homens como Santos, que construíram um legado exemplar para o nosso país e para o mundo. Lamentamos que espaços destinados aos ideais de grandeza humanista e intelectual sejam ocupados por ideias muito aquém da estatura que a instituição exige e os brasileiros merecem.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Notícias relacionadas

Funcionária limpa catracas na Estação Consolação da Linha 2 - Verde do Metrô de São Paulo; higienização foi intensificada nos últimos dias para prevenir a disseminação do coronavírus - Foto: Marcelo Brandt/G1

Observatório do Coronavírus #46

Governo Federal anuncia pacote de medidas de prevenção aos impactos do coronavírus na economia; Brasil tem 6 mortes e 621 casos de infecção causados pela COVID-19