Ibrachina participa de mesa redonda com Tommy Wu

31 de agosto de 2018

Ibrachina participa de mesa redonda sobre desafios e riscos econômicos da China com Tommy Wu

O professor e economista sênior do escritório Oxford Economics em Hong Kong apresentou os objetivos comerciais da China e os principais riscos que enfrentam

O presidente do Ibrachina, Thomas Law, participou da mesa redonda com o professor e economista sênior do escritório Oxford Economics em Hong Kong, Tommy Wu. O evento, realizado no dia 30/08, teve como tema “China: Desafios e Riscos Econômicos” e foi realizado pelo Instituto Confúcio para Negócios – FAAP.

O professor Tommy Wu é PhD em Economia pela Queen’s University do Canadá e responsável pelas pesquisas econômicas e previsões com foco da região do Leste Asiático. Durante o evento, apresentou os objetivos comerciais de longo prazo da China e os principais riscos que enfrentam.

Wu mostrou os objetivos da China com o projeto “One Belt One Road”, destacando a importância de aumentar a prosperidade em partes do país que estão subdesenvolvidas. Um ponto surpreendente foi a importância do investimento na geração e distribuição de energia, garantindo o abastecimento através da diversificação entre fontes de geração e rotas de transporte.

Também destacou as possibilidades para que o Brasil se beneficie da iniciativa B&R. Segundo Wu, “O Brasil está bem posicionado para se beneficiar com o One Belt One Road”. Destaca que o tamanho do mercado brasileiro e seus recursos são favoráveis para fortalecer os laços comerciais, e que o país necessidade, relativamente, de menos investimentos em infraestrutura que outras nações para atingir este objetivo.

O professor também avaliou os riscos das tensões econômicas entre os Estados Unidos e a China, além das principais motivações para o aumento das taxas de importação dos produtos chineses.

Thomas questionou Wu sobre as áreas onde o Brasil poderia ter maiores oportunidades no comércio com a China com o B&R. O professor respondeu que a soja e o aço eram dois produtos que se destacavam, mas também há outras oportunidades.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Notícias relacionadas

Observatório do Coronavírus #140

Pesquisa brasileira busca desenvolvimento de tecido com propriedades antivirais para aumentar proteção contra coronavírus. Europa avança em processo de reabertura de fronteiras, enquanto impactos da pandemia crescem na América Latina

Governador João Dória anuncia medidas mais restritivas e duras caso adesão da população à quarentena seja menor que 60% - Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Observatório do Coronavírus #68

Depois de aumento no número de óbitos, Governo de SP anuncia endurecimento de medidas restritivas caso adesão ao isolamento não atinja 60%