30 de setembro de 2020

Observatório do Coronavírus #227

SP deve começar vacinação contra o coronavírus no dia 15 de dezembro. Taxa de contágio no Brasil indica desaceleração da COVID-19 no país.

Foto de capa: Xinhua/Rahel Patrasso

A aplicação da vacina contra a covid-19 no estado de São Paulo está prevista para começar no dia 15 de dezembro pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A data foi informada pelo governador de São Paulo, João Doria, nesta quarta-feira, 30. Os primeiros imunizados serão profissionais de saúde.

O governador ressaltou que, para cumprir o cronograma, ainda é necessário finalizar a fase de testes — o que deve ocorrer em até 30 dias — e obter a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A previsão inicial era de vacinar toda a população do estado de São Paulo até fevereiro de 2021, mas nesta quarta-feira o governo ampliou o prazo e acredita que este processo deve durar até o fim de março. Serão duas doses aplicadas em um intervalo de 14 dias.

Foto: Xinhua/Rahel Patrasso

Com o fechamento da semana epidemiológica 39, que apresentou queda nos números de novas mortes e casos de COVID-19, o Brasil voltou a mostrar taxa de transmissão (Rt) indicando uma leve desaceleração de registros para os próximos dias. De acordo com análise do Imperial College de Londres, o país está com Rt de 0,95, ou seja, cada grupo de 100 infectados transmite o novo coronavírus para outras 95 pessoas.

“Por ter essa propagação dinâmica, é preciso sempre muita cautela e não confiar em apenas um indicador e em suas alterações pontuais – que muitas vezes flutuam de um dia para outro – mas sim uma avaliação conjunta ao longo do tempo”, indica o pesquisador da UnB Ivan Zimmermann, um dos responsáveis pela sala de situação de saúde da instituição, iniciativa que também se debruça em analisar o Rt dia a dia.

Foto: Reprodução/Crisa Santos/Arquivo Pessoal

Foi inaugurado o primeiro monumento às vítimas do novo coronavírus no Brasil. Batizado In-finito, o memorial foi instalado no Crematório e Cemitério da Penitência, na zona portuária do Rio de Janeiro, com projeto assinado pela arquiteta Crisa Santos, do coletivo de mesmo nome.

A iniciativa, inclusive, é da arquiteta, que desenvolveu o projeto com o objetivo de doá-lo a cemitérios públicos e privados, assim como a prefeituras, empresas ou demais instituições que desejem homenagear as vítimas da Covid-19 em qualquer localidade do país.

Foto: Lu Yang/Diário do Povo Online

O governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) vai comprar 1,4 milhão de doses de vacinas contra o novo coronavírus para todos os seus residentes, anunciou nesta segunda-feira o centro local de resposta à COVID-19.

O Centro de Coordenação e Resposta ao Novo Coronavírus da RAEM disse à imprensa que as vacinas serão enviadas para Macau em diferentes lotes e que certos grupos como residentes seniores, moradores com doenças crônicas e pessoas que trabalham na linha da frente antipandêmica serão vacinados com prioridade.

Foto: Xinhua/Xiao Yijiu

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, disse nesta quarta-feira (30) que quer fazer tudo que estiver ao seu alcance para evitar outro lockdown nacional. A declaração é feita em um momento em que o país, que é a maior economia da Europa, enfrenta um aumento no número de casos de infecção pelo novo coronavírus.

A chanceler afirmou ainda que as pessoas sabem muito mais agora sobre como se proteger e sobre o sistema de saúde do que em março, quando a quarentena nacional foi implementada.

Pelos padrões europeus, a Alemanha teve taxas de infecção e letalidade relativamente baixas até agora. No entanto, o governo está preocupado com o aumento nos números de infectados. 

ACOMPANHE O STATUS DO CORONAVÍRUS EM TEMPO REAL

O gráfico oficial mais recente divulgado pelo Ministério da Saúde mostra que o número casos acumulados de pessoas infectadas pelo coronavírus no Brasil chega aos 32 mil em apenas 24 horas, em comparação com a avaliação feita no dia anterior. No site é possível ver também o número de óbitos e de pessoas recuperadas da COVID-19.
O panorama geral feito pela Universidade John Hopkins, dos EUA, mostra que foram identificados mais de 267 mil novos casos de infectados pelo coronavírus no mundo em apenas 24 horas. EUA lideram os rankings de confirmados, seguido pelo Brasil, com mais de 3,5 milhões de casos. Em relação ao número de óbitos, o Brasil ocupa atualmente o 2º lugar no ranking mundial, com quase 113 mil óbitos.

FAKE NEWS

Diariamente, o Observatório do Coronavírus publica esclarecimentos sobre as mais recentes fake news divulgadas nas redes sociais e aplicativos de mensagens. Confira:

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Notícias relacionadas

Observatório do Coronavírus #153

Capital paulista reabre bares e restaurantes a partir de 06/07. No Rio de Janeiro, 1º noite de reabertura provoca aglomerações em estabelecimentos.

Observatório do Coronavírus #118

Correios do Brasil e da China firmam acordo para viabilizar transporte marítimo de encomendas; Brasil torna-se o 5º país com mais óbitos em decorrência da COVID-19